O que é Hypervisor

A camada de virtualização ou hypervisor encontra-se residente acima do hardware físico e abaixo das máquinas virtuais e é o responsável por fornecer recursos da máquina física para as máquinas virtuais. O hypervisor, também conhecido como Virtual Machine Monitor VMM Tipo I, é uma plataforma de virtualização baseado em software que permite a execução de múltiplos sistemas operacionais em um computador host. Cada sistema operacional possui seus próprios recursos, contudo, o hypervisor é quem controla os processos e recursos do host, alocando o necessário para cada sistema operacional (virtual) que roda sobre ele fazendo cada um trabalhar de forma independente um do outro.

VMM – Virtual Machine Monitor

O VMM é a peça de software responsável por monitorar e forçar as políticas sobre máquinas virtuais para as quais este é responsável. A principal função da VMM é manter um histórico de tudo o que acontece dentro de uma máquina virtual, e se necessário prover recursos, redirecionar ou negar acesso a recursos para essas máquinas.

VMM Tipo I ou nativo, bare-metal

O tipo I do Virtual Machine Monitor é o sistema de software que roda diretamente sobre o hardware do host controlando-o e monitorando as máquinas virtuais, sem a necessidade de um sistema operacional hosteando. Exemplos de VMMs tipo I incluem a virtualização presente no mainframe e nas modernas soluções como VMware ESX, Citrix !XenServer e Hyper-V da Microsoft.

VMM Tipo II ou hosted

O tipo II de hypervisor é o que roda convencionalmente no todo do sistema operacional host como aplicações. Exemplos deste tipo incluem o JavaVM e ambientes .Net. Estes VMMs monitoram as máquinas virtuais e redirecionam as requisições para os recursos apropriados usando APIs do ambiente hosteado, aumentando assim a quantidade de processamento.

Modelo Híbrido de VMM

Soluções como Virtual PC, VMware Server, !VirtualBox dentre outros sistemas de virtualização que rodam sobre soluções hosted, ou seja, que utilizam sistemas operacionais como Windows ou Linux para rodarem, não possuem uma definição clara do tipo de VMM que utilizam. Em muitos casos, essas aplicações aproximam-se bastante do hypervisor nível II, pois possuem uma camada de aplicação e APIs entre as máquinas virtuais e o hardware físico. Essa camada é provida pelo sistema operacional hospedeiro que o roteamento dos acessos feitos aos recursos de hardware. Contudo, essas aplicações rodam em nível 0, bem próximas do kernel destes sistemas operacionais.

Sistemas Embedded ou Embutidos

Um sistema embedded é um software com propósitos especiais e dedicados que passa a fazer parte do dispositivo e encontra-se intrínseco junto à parte mecânica do hardware. Sistemas embedded são dedicados a tarefas específicas e desenhados para otimizar ou aumentar a confiabilidade e perfomance de um sistema.

Estes sistemas geralmente possuem tamanho reduzido, o que propicia a redução do custo e economia. Alguns exemplos de sistemas embedded podem ser encontrados em dispositivos móveis como telefones celulares, vídeo games e câmeras digitais. Na área da virtualização, a VMware em 2008 lançou o seu sistema embedded intitulado VMware ESXi, o qual possui a característica de coabitar junto ao hardware ocupando apenas 32MB e oferecendo todos os recursos de seu outro produto Enterprise o VMware ESX Server. Mais recentemente a VMware anunciou a distribuição gratuita do ESXi que também pode ser baixado do site da fabricante.